Atenuadores paralelos

Os amortecedores de choque paralelos, também conhecidos como atenuadores de impacto, são elementos instalados nas saídas de autoestradas, nas intersecções de estradas e nos locais de sinistralidade potencialmente elevada. 

Trata-se de elementos concebidos e fabricados para proteger a vida dos condutores e dos restantes ocupantes do veículo. Em caso de acidente, os amortecedores de choque paralelos contribuem igualmente para preservar a integridade máxima dos veículos acidentados, absorvendo a energia do impacto.

Vantagens dos amortecedores de choque paralelos

É cada vez maior a consciência por parte das autoridades públicas, mas também dos condutores, de como é importante a segurança na estrada. Por conseguinte, tornou-se cada vez mais comum haver uma instalação generalizada de equipamentos de proteção. Tal faz com que a eficácia e a qualidade dos produtos concebidos para este fim aumente cada vez mais. A T2S Ibérica tem plena noção disso, pelo que envida todos os esforços ao seu alcance para estar sempre na vanguarda deste tipo de produtos.

Saiba mais sobre a T2S Ibérica

Um dos dispositivos de proteção mais eficazes e que nos dias de hoje mais vidas salva é o atenuador de impacto paralelo. Este amortecedor é um dispositivo de proteção composto por uma estrutura totalmente deformável, que tende a acolher e travar o veículo que nele embate. Ao absorver o impacto, quer seja total ou parcial, trata-se de um elemento capaz de reduzir consideravelmente as vítimas mortais, bem como os danos e ferimentos resultantes do acidente.

Por conseguinte, desde a sua introdução em Espanha, em 1989, tem sido cada vez mais comum a instalação de amortecedores de choque paralelos. Na verdade, esta é a infraestrutura de segurança rodoviária mais emblemática no que se refere à segurança na estrada.

Quando chegaram os primeiros modelos de amortecedores de choque paralelos ao mercado, estes cumpriam o seu objetivo apenas parcialmente, uma vez que as colisões ainda eram muito graves. No entanto, o seu design foi sendo aperfeiçoado ao longo dos anos, sendo hoje em dia um elemento fundamental para salvar vidas na estrada.

A sua estrutura interna é relativamente complicada. Com uma lógica de construção semelhante à de um sistema Meccano, a sua base assenta numa parede de cimento, sendo composta por painéis telescópicos de aço. Em caso de impacto, estes encaixam uns nos outros, projetando para dentro os railes integrados na chapa metálica e impedindo que o veículo seja deformado ou destruído.

Os painéis dispõem ainda de várias secções interiores em forma de caixa, que, dependendo do modelo, são preenchidos com espuma de poliuretano ou de vários tipos de alumínio. Importa referir que os elementos, após o impacto, ficam permanentemente deformados, cumprindo assim a sua função de absorver toda a força do impacto. Na verdade, estes são os únicos elementos que precisam de ser substituídos em caso de impacto de um veículo.

Saiba mais sobre estes atenuadores

Modelos de amortecedores de choque paralelo

Tenha em conta que, antes de instalar um atenuador de impacto paralelo, é necessária a realização de um estudo minucioso para apurar o local exato onde este deve ser colocado. O posicionamento correto é fundamental para que o dispositivo sirva verdadeiramente como um «salva-vidas». Além disso, quando corretamente posicionado, tende a receber uma média de 0,8 a 1,9 impactos por ano.

Os locais mais adequados para a instalação são aqueles com elevada percentagem de acidentes com colisão frontal ou as saídas de vias rápidas. Os dispositivos servem igualmente de proteção contra obstáculos rígidos, em bifurcações, ou contra as guardas instaladas nos pontos mais perigosos da estrada. 

As dimensões e a estrutura dos amortecedores de choque paralelos tendem a ser calculadas tendo em consideração a velocidade máxima permitida no local, para que a sua energia cinética possa ser absorvida durante o impacto. Assim, no caso de um carro exceder o limite de velocidade, o atenuador não será capaz de o parar por completo. No entanto, reduzirá consideravelmente as consequências do choque.

Qual é a regulamentação aplicável aos amortecedores de choque paralelos?

Se tiver alguma dúvida, a T2S Ibérica pode fornecer-lhe toda a informação necessária sobre amortecedores de choque paralelos, os quais devem ser aprovados de acordo com a norma europeia EN 1317-3. Esta norma é a que tende a definir as condições de ensaio para a obtenção da marcação CE. 

Existem vários modelos de amortecedores de choque paralelos, concebidos para absorver diferentes níveis de energia, todos em função do tipo e peso do veículo e da velocidade de embate. Assim, dependendo da velocidade real à qual a colisão ocorre, o dispositivo tenderá a ter uma prestação parcial ou total.

Vantagens da utilização de amortecedores de choque paralelos

As principais vantagens dos amortecedores de choque paralelos são as seguintes:

  • São um tipo de dispositivo que tanto pode ser instalado no solo como sobre uma fundação de cimento.
  • Permitem qualquer classe de transições de barreiras de segurança.
  • Existe uma grande variedade, pelo que se encontram disponíveis em formato comprido e semi-comprido.
  • No caso de embate de um veículo, são fáceis de reparar.
  • Não existe o risco de os seus componentes lesionarem o condutor em caso de embate.

Compre os melhores amortecedores de choque do mercado na T2S Ibérica

Os amortecedores de choque paralelos tornaram-se, indubitavelmente, um dos elementos de segurança mais indispensáveis nos pontos mais perigosos das estradas. 

A equipa da T2S Ibérica dar-lhe-á todos os conselhos que possa necessitar em relação a estes dispositivos. Não hesite em contactar-nos, estamos prontos para o ajudar! Contacte-nos ligando para +34 93 848 05 68 ou escrevendo para info@t2siberica.com.

Entre em contacto connosco

Title

Contacta con nosotros



    Go to Top